Escava karen

Em janeiro, conheci uma mulher que tinha a mesma idade do que a minha e não conhecia nada relacionado ao BDSM. Uma mulher charmosa, bonita e dona de alto astral contagiante. Em nossas conversas sobre relacionamentos fui percebendo o quanto ela havia sido "submissa" em seu casamento e talvez isto tenha me motivado a contar a ela sobre o meu envolvimento com o BDSM. 

No começo, ela se mostrou bem indiferente ao assunto. Até que um dia teve a curiosidade de ir comigo a uma festa organizada pelo grupo que eu frequentava em Brasília.

 

Cheguei a pensar que seria o fim da nossa relação, mas para minha surpresa ela quis se tornar uma das minhas escravas. Ela foi aos poucos conhecendo as outras três escravas e participando das vivências, mas apesar de seu esforço em entender as coisas, a cada dia ficava nítido que ela estava ali apenas porque queria estar próxima ao namorado.

Ela caminhou bastante, nas sessões onde estávamos apenas nós dois, ela não teve dificuldade alguma e me realizou em várias oportunidades. As coisas, realmente, ficaram mais delicadas para ela, quando aconteciam as sessões em que estava presente outra escrava. Nossa relação durou um ano e quando terminamos perdemos o contato. Até onde eu sei, ela se afastou do meio, o que só vem a corroborar com a minha posição de que, por mais que exista paixão, faz-se necessário que a pessoa sinta prazer em viver o BDSM, senão não vai conseguir levar uma relação adiante. Sei que ela se esforçou muito, fez tudo o que estava ao seu alcance, sou muito grato a ela por tudo, mas eu precisava seguir o meu caminho, não podia abrir mão do meu sonho.


  • Negrito
  • Itálico
  • Sublinhado
  • Stroke
  • Citação
  • Smileys
  • :confused:
  • :cool:
  • :cry:
  • :laugh:
  • :lol:
  • :normal:
  • :blush:
  • :rolleyes:
  • :sad:
  • :shocked:
  • :sick:
  • :sleeping:
  • :smile:
  • :surprised:
  • :tongue:
  • :unsure:
  • :whistle:
  • :wink:
 
  • 500 Caracteres restantes