Cerimônia dos Mantos

Esta Cerimônia foi criada para uma vivência, no Reino de K@, onde estiveram presentes duas das minhas escravas, uma Rainha Convidada e Eu.

 

Como vivëncias desta natureza acontecem durante dois ou três dias, a Cerimônia foi dividida em duas partes: a primeira para receber a Rainha no Reino e a segunda, para celebrar a vivência e agradecer a presença da Convidada.

 

 

 

Início 

 

Toca-se o sino para marcar o início da Cerimônia...

 

O ambiente é kuidadosamente preparado pelas escravas.

 

Uma música suave ao fundo, premite que o clima apropriado seja criado.

 

O Mestre recebe a Rainha com uma rosa vermelha.

 

Ele a conduz e a acomoda sobre o Manto Real.

 

Toca-se o sino...

 

É com muita satisfação que damos início a esta Cerimônia, que marca a visita de uma Rainha ao Reino K@. Por entender que este momento é oportuno, eu gostaria de falar um pouco sobre liturgia.

 

O termo liturgia é de origem grega e significa "fazer algo em público”. A liturgia, no contexto SM, está ligada ao estilo de vida do dominador. Ele a usa conforme sua crença e necessidade.

 

É o conjunto de formalidades seguidas de um ato solene. Alguns dos elementos litúrgicos podem ser, dentre outros: comportamentos e posicionamento corporal... tom de voz e nomenclaturas empregados... roupas, objetos decorativos e funcionais utilizados... iluminação, sonorização etc.

 

Nas Cerimônias os elementos, principais, sempre têm um significado especial. Para esta Cerimônia, temos:

 

O manto - símbolo da realeza. Um elemento que representa a soberania, a riqueza e a honra.

 

O punhal - arma que representa o poder e a autoridade dirigidos com justiça e equilíbrio.

 

A rosa vermelha ou a Rainha das flores – emblema da graciosidade e beleza da mulher, beleza esta representada na:

* delicadeza de suas mãos e seus movimentos,

* forma com que ela mostra os seus sorrisos,

* brilho em seu olhar,

* forma que prende ou joga seus cabelos para os lados,

* sensualidade de suas roupas e formas 

* em todas as partes de seu corpo...

 

Assim, nobre Rainha, eu me sinto honrado por tê-la em nosso convívio. Espero que se sinta totalmente a vontade para desfrutar de sua estada. Deixo à sua inteira disposição duas de minhas escravas, para que lhe sirvam da forma que a Senhora assim o desejar.

 

Sobre a almofada está um pequeno punhal. Peço que o tire da bainha e o coloque em sua base, como símbolo do poder que ora transfiro às suas mãos durante esse período que estivermos juntos.

 

As escravas beijam os pés da Rainha...

 

Toca-se o sino...

 

 

 

Final 

 

Toca-se o sino...

 

As escravas ajoelhem-se e beijem os pés da Rainha.

 

O Mestre fala sobre a importância do momento vivido durante a sessão.

 

A Senhora é uma linda e honrada Rainha que nos enkantou por ter sabido usar o poder com responsabilidade. Poucos o fazem, pois o poder brilha como o ouro e seduz e pode corromper a muitos.

 

Este momento foi ímpar para mim. A espera não foi fácil, muitas vezes tive que recuar, para que pudesse chegar até aki e depois de viver tudo isso, não posso deixar de agradecê-la e também as minhas escravas.

 

Este punhal passará a ser a alma do Reino e se tornará o símbolo das lutas por uma vivência de amor à causa SM.

 

Façamos um brinde aos valores que aki nós compartilhamos. Coragem, sacrifício, honra, respeito, amizade e amor, pois não há alegria em viver num mundo sem estes valores. Que possamos dar sempre os melhores exemplos a todas as pessoas do meio que encontrarmos.

 

Rainha eu quero presenteá-la com esta tornozeleira símbolo meu Reino, para que ao usá-la guarde em seu coração as mais doces lembranças desses momentos que passamos juntos.

 

As escravas beijem os pés da Rainha, em sinal de respeito e agradecimento pela sua estada e seu domínio.

 

A Rainha, recoloque o punhal sobre a almofada.

 

O Mestre, ordena que as escravas beijem os seus pés.

 

Toca-se o sino, para marcar o fim da Cerimônia.

 

 

Simbologia

  • As rosas  - Emblema gracioso da mulher. Símbolo de reverência, respeito e adoração.
  • O Manto Real  -  Símbolo da realeza. Representa a soberania, a riqueza e a honra.
  • O punhal - Arma da vigilância com que se defende a Ordem. Representa o poder e a autoridade dirigidos com justiça e equilíbrio.
  • As velas-  Símbolo da sabedoria, de iluminação interna, de transformação espiritual na busca incansável pelo aperfeiçoamento pessoal.
  • Os incensos -  Criam uma atmosfera de aroma agradável e a magnetiza com fluidos benéficos ao ambiente.
  • O sino- Traz bem estar e estimula a meditação e anuncia um momento especial.
  • O vinho – Celebração da despedida, cumplicidade   e a sabedoria.
  • A tornozeleira – Um talismã, símbolo de afeição e karinho.

  • Negrito
  • Itálico
  • Sublinhado
  • Stroke
  • Citação
  • Smileys
  • :confused:
  • :cool:
  • :cry:
  • :laugh:
  • :lol:
  • :normal:
  • :blush:
  • :rolleyes:
  • :sad:
  • :shocked:
  • :sick:
  • :sleeping:
  • :smile:
  • :surprised:
  • :tongue:
  • :unsure:
  • :whistle:
  • :wink:
 
  • 500 Caracteres restantes