Vertentes da Sexualidade

Sempre pairam dúvidas a respeito da sexualidade humana e suas novas vertentes. Ela tem recebido nos últimos anos denominações específicas que nem sempre são bem compreendidas por muitas pessoas. Em nosso meio BDSM estamos lidando com a sexualidade de forma direta, seja a nossa própria, ou a de nosso (as) parceiro (as).

 

É importante tomar conhecimento dos conceitos e posições da sexualidade humana para que eles sejam um facilitador de nossas fantasias e não um bloqueio. 

 

 

Ao contrário do que se pensa, a diversidade sexual está cada vez mais relevante, nos nossos dias, ela já deixou de ser a “minoria de excluídos” como era denominada. O modelo tradicional homem/mulher; masculino/feminino, já não configura mais a realidade da nossa sociedade contemporânea. Conheçamos um pouco mais sobre essas questões.

 

São quatro os pilares da sexualidade humana que se formam as mais diferentes variações. São eles: gênero, papéis, orientações e identidades sexuais.

 

Gênero - é o seu sexo biológico. Classificação de pessoas como homens ou mulheres. Após o nascimento, as crianças são classificadas segundo um determinado sexo ou gênero com base em uma combinação de características corporais.

 

Papel sexual – é construído socialmente, aceito como inerentemente “masculinos” e “femininos”, ligados ao sexo de nascimento de uma pessoa. Tem a ver com comportamento. O papel sexual não tem nada a ver a com orientação sexual, ou seja, um homem efeminado ou uma mulher masculinizada não necessariamente são homossexuais.

 

Orientação sexual - Termo mais adequado para eferir- se à atração física, o desejo emocional e espiritual para pessoas do mesmo sexo ou do sexo oposto, incluindo, portanto, a homossexualidade, a heterossexualidade e a bissexualidade.

 

Identidade sexual - é o mais complicado dos pilares da sexualidade. Expressão interior, de foro íntimo, do senso pessoal de pertinência a um dos sexos. Nem sempre a identidade de gênero de uma pessoa é igual ao gênero sob o qual é classificada socialmente. Identidade Sexual é como você se percebe. Alguns chamam de sexo cerebral.

 

 

Conceitos e Variações Sexuais

 

Heterocentrismo - Atitude condizente com a idéia de que a heterossexualidade é a única forma de orientação sexual. Um heterocentrista não possui, a priori, atitudes discriminatórias ou preconceituosas, já que simplesmente “não toma conhecimento” de sua existência. Entretanto, elas podem surgir, a partir do momento em que o indivíduo se dá conta desta diversidade.

 

Transgênero - Termo genérico utilizado para designar indivíduos que agem social e particularmente como pertencentes ao sexo oposto.

 

Heterossexual - Indivíduo amorosamente, fisicamente e spiritualmente atraído por pessoas do sexo oposto.*

 

Homossexual - Termo utilizado para descrever gays e lésbicas, indistintamente. Por muito tempo e para muitos até hoje, o homossexualismo era considerado como doença ou desvio psíquico-sexual.*

 

Bissexual - Indivíduo amorosamente, fisicamente e espiritualmente atraído tanto por homens quanto por mulheres.*

 

Transexual - É aquele cujo sexo biológico não confere com sua identidade de gênero, isto é, o senso pessoal que o indivíduo possui de ser homem ou mulher. O que define o transexual é que seu corpo é de um sexo, mas seu cérebro é de outro. São mulheres presas num corpo de homem, ou vice versa. Por isso que os transexuais têm repulsa ao seu corpo. Desta forma, a cirurgia de troca de sexo é um quesito inalienável que harmoniza identidade, corpo e sexo.

 

Metrossexual - Termo originado nos finais dos anos 90, pela junção das palavras metropolitano e heterossexual, sendo uma gíria para um homem heterossexual urbano excessivamente preocupado com a aparência, gastando grande parte do seu tempo e dinheiro com a vaidade excessiva. Ele é um consumidor exigente e muitas vezes impulsivo e compulsivo. Em resumo, o metrossexual é um narcisista.

 

Panssexual – Indivíduo cuja orientação sexual é distinta da bissexualidade e caracterizada por atração estética potencial, amor romântico e desejo sexual por qualquer um, que não seja especificamente macho ou fêmea implicado pela atração bissexual. É o ser capaz de amar uma pessoa de forma romântica, independente do gênero. Para eles gênero e sexo não têm importância para eles.

 

Gay - Termo usualmente empregado para descrever homens atraídos amorosamente, fisicamente e espiritualmente por outros homens.*

 

Lésbica - Mulher que é atraída amorosamente, fisicamente e espiritualmente por outras mulheres.*

 

Travesti - Homossexual que se veste e se comporta social e mesmo particularmente como se pertencesse ao sexo oposto. A diferença entre transexual e travesti está na identidade do gênero: enquanto o primeiro está convicto de pertencer ao sexo oposto, o travesti apesar de se comportar como pertencente àquele sexo, não apresenta problema semelhante na construção de sua identidade, apesar das alterações corporais que promove em si. Existem travestis que gostam de homem, de mulheres, ou dos dois.

 

Cross-dresser - Termo genérico usado para descrever qualquer indivíduo que se vista com roupas do sexo oposto, sem que tal atitude interfira necessariamente em sua orientação sexual. O que caracteriza uma CD são três fatores: A fascinação pela figura feminina; possuir uma vida masculina normal e desejar continuar a ser homem. A figura feminina é a meta, não só no aspecto físico, mas também aspecto intelectual, social e afetivo.

 

Drag Queen - Homem que se veste com roupas femininas de forma satírica e extravagante. O uso das roupas está ligado a questões artísticas – A produção necessariamente focaliza o humor, o exagero. Não há uma relação necessária entre esta atividade, que pode ser vista como profissional, e a orientação sexual do indivíduo. Drag king é a versão “masculina” da drag queen.

 

Transformista - Indivíduo que se veste com roupas do sexo oposto movido por questões artísticas. Muitos transformistas são heterossexuais e pode ser visto como uma atividade profissional, relacionada ao espetáculo. A diferença do Drag Queen ou King é que este não tem conotação de deboche, humor e não focaliza o exagero.

 

* As pessoas não precisam ter tido experiências para se identificarem como tal.

 

Por: kalía * K@ * - 23 Jun 2007

 

Fontes de consulta: TransgéneroMetrossexualismo e Folha de São Paulo.

 


  • Negrito
  • Itálico
  • Sublinhado
  • Stroke
  • Citação
  • Smileys
  • :confused:
  • :cool:
  • :cry:
  • :laugh:
  • :lol:
  • :normal:
  • :blush:
  • :rolleyes:
  • :sad:
  • :shocked:
  • :sick:
  • :sleeping:
  • :smile:
  • :surprised:
  • :tongue:
  • :unsure:
  • :whistle:
  • :wink:
 
  • 500 Caracteres restantes