BDSM Contando a um Baunilha

É comum a pessoa já estar envolvida em um relacionamento baunilha quando percebe sua irresistível atração pelas formas de dominação e submissão (D/s) de prazer. Como falar ao parceiro, ou mesmo a alguém da família ou amigo sobre seus desejos e fantasias?

Essa é uma pergunta clássica. O melhor é conversar abertamente, mas usando sempre da sensibilidade para não chocar e reforçar barreiras que possivelmente existam. É bom lembrar que geralmente a idéia inicial sobre o assunto é carregada de preconceitos e tabus.

Pense antes sobre as objeções, interesses e medos que seu parceiro, parente ou amigo possa ter. Fale sobre o assunto aos poucos e ouça muito, pois isso fará a diferença na forma como você vai esclarecendo as dúvidas para essa pessoa. Procure ser paciente, mesmo que escute o que não deseja, pois assim surgirão questionamentos que não costumam ser ditos. Coisas como:

• Pra você estar procurando essa forma de sexo, significa que tudo o que temos feito até aqui não está bom para você? Eu nunca te satisfiz?
• Esses são pensamentos de quem tem desvios comportamentais, você deve estar doente e precisa da ajuda de um terapeuta;
• Está propondo uma mudança em nossa relação de mono para poligâmica? Eu sentiria vergonha de fazer isso com outra pessoa. Por que não sou suficiente pra você?

Faça um exercício, tentando antecipar sua resposta a perguntas como essas. Considere sempre os interesses do outro, pois isso poderá ajudar muito nos próximos passos. Seja flexível e honesto. Fale com o coração.

Para muitos, a relação D/s faz parte de suas vidas. É algo que os acompanha desde criança e seus desejos diferentes do que se conhece integram suas personalidades e são muito difíceis de serem negligenciados. Essas pessoas preferem encontrar uma forma de falar, ainda que correndo o risco de ver seu relacionamento destruído, a ficar escondendo suas fantasias.

Quando o parceiro colocar para fora suas verdades, você perceberá se pode conciliá-las com seus sonhos. Mas deve estar preparado para a possibilidade de ele não ter nem de longe os mesmos interesses que você. Se isso ocorrer, não significa que não haja amor, mas ambos terão de decidir se continuam ou não juntos, talvez a vida peça para que sigam em caminhos distintos. Há decisões que são difíceis de tomar, mas necessárias para evitar sofrimentos e convívios desastrosos.

Meu conselho aos iniciantes: coloque sempre a relação em primeiro lugar. Se seu relacionamento esta indo bem, não mude. Mas se estiver se sentindo necessidade de viver suas fantasias, é hora de pensar em como realizar seus desejos e ser mais feliz.

Lembre-se:

• As pessoas são únicas;
• Esqueça o Normal;
• Caminhe devagar. Seja honesto.


  • Negrito
  • Itálico
  • Sublinhado
  • Stroke
  • Citação
  • Smileys
  • :confused:
  • :cool:
  • :cry:
  • :laugh:
  • :lol:
  • :normal:
  • :blush:
  • :rolleyes:
  • :sad:
  • :shocked:
  • :sick:
  • :sleeping:
  • :smile:
  • :surprised:
  • :tongue:
  • :unsure:
  • :whistle:
  • :wink:
 
  • 500 Caracteres restantes